UFU extingue PAAES

A UFU decidiu acabar com o PAAES – Programa de Ação Afirmativa de Ingresso no Ensino Superior

A decisão foi feita com votação no CONGRAD – Conselho de Graduação da Universidade Federal de Uberlândia, que resolveu aplicar a Lei Federal de Cotas Sociais e Raciais, que destina 25% das vagas de processos seletivos a alunos de escola pública, já em 2013 e gradativamente até 2016, quando esse número chegará a 50% (já com as cotas para minorias). Contudo, a UFU afirma que já em 2013 migrará o sistema de cotas via Enem-Sisu já integralmente (50%) em 2013. As decisões foram confirmadas pelo CONSUN – Conselho Universitário.

Os alunos da rede pública protestaram em frente à reitoria contra o fim do programa, nas duas seções de votação, mas sem sucesso. A reitoria fica no Campus Santa Mônica (duas quadras da Toca do Calango).

Para os alunos que já estão no PAAES 2011/2014 e 2010/2013, a UFU afirma que não vai prejudicar os alunos e que o programa terá os ajustes necessários, com finalização gradativa do programa, mas que não haverá novas inscrições. Para ter a segunda e terceira etapa, o programa terá que ser ajustado na perspectiva da lei. 


A lei estabelece que os alunos a se beneficiarem com as cotas tenham três anos de escolas públicas e o Paaes estabelecia sete anos, dessa forma uma parte maior de estudantes será beneficiada, além de uma fatia maior das vagas para a rede pública em um único processo seletivo, apesar de que os alunos inscritos no PAAES também se inscreviam para concorrer aos outros 75% das vagas na realização do ENEM. Porém, há a possibilidade de que alunos migrem da rede privada para a pública, com a manutenção dos alunos matriculados em cursinhos, reforçando a diferença entre pobres e ricos, exatamente o que o governo pretendia extinguir. Resumindo, muita polêmica!
TOCA DO CALANGO – suítes e quartos
individuais para alugar em uberlândia
acesse: www.tocadocalango.com.br

Comentários estão desabilitados no momento.