UFU inaugura Moradia Estudantil

Inaugurada, mas a obra ainda não foi concluída

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU) inaugurou na tarde desta quinta-feira, 29/11, a polêmica Moradia Estudantil. 
Ela tem capacidade para atender até 152 estudantes de baixa condição socioeconômica, as instalações começarão a ser utilizadas a partir do primeiro semestre letivo de 2013.
São 26 apartamentos instalados em dois blocos de quatro e de cinco andares em uma área de 1.848 m² no bairro Tibery. Cada unidade terá, em seus 88 m², sala de estar, cozinha/copa, dois banheiros, três quartos para duas pessoas cada, área de estudo e área de serviço. Dois apartamentos são destinados a estudantes com necessidades especiais.
Em 3.891,61 m² de área construída a Moradia Estudantil é composta, ainda, de uma sala de estudos, dois salões de jogos, sistema de captação de água pluvial, aquecimento solar, piso semipermeável e telhado verde (ecotelhado). A obra teve início em fevereiro de 2010 e custo de R$ 7.044.241,62.
Dois alunos por quarto, 6 por apartamento
Se este valor fosse aplicado na poupança, por exemplo, somente os juros da aplicação atenderia a aproximadamente 140 estudantes com bolsas de R$300,00, sem que houvesse a necessidade de gastos mensais com manutenção predial, recursos administrativos, de segurança e funcionários. Além disso, alguns estudantes reclamam que a localização é ruim e que, para se deslocarem até os campi, terão que ter despesas com transporte ou, caso a UFU, como programado, disponibilize linha de ônibus para os alunos, o custo mensal será ainda maior.  A moradia atenderá a aproximadamente 152 bolsas/alunos a cada ciclo de 5 anos. Fora os juros, os 7 milhões custeariam mais de 23 mil bolsas ou 383 bolsas/alunos durante 5 anos.  Ou seja, o retorno do investimento (payback) parece que está muito longo porque são 12 alunos a mais por mês seriam 163 anos (um matemático aí nos ajude, talvez um da UFU mesmo, mas não se esqueçam dos custos de manutenção, segurança, administração…acho que a conta dos anos vai ser maior)
Outro problema é a necessidade de instituição de regras, pois, com seis pessoas por apartamento, a convivência pacífica será um desafio constante.
No Jornal Correio, que publicou recentemente matéria sobre o assunto, cita exemplos de alunos que preferem receber a bolsa mensal.
Críticas à parte, obviamente a moradia irá beneficiar a muitos estudantes, mas os que já se imaginam morando lá, é necessário pensar que haverá um processo seletivo que dará prioridade a alunos carentes. Aos que não se encaixarem: Toca do Calango!
A Moradia Estudantil não é o único programa de apoio aos estudantes visando a permanência deles na Universidade. São oferecidos, também, o bolsa moradia, a bolsa alimentação e o bolsa transporte, além de outras ações, todas financiadas, principalmente, pelo Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES.
As regras para a seleção dos alunos a serem beneficiados pela Moradia Estudantil ainda estão sendo discutidas pela UFU. Atualmente 657 alunos matriculados nos campi de Uberlândia recebem o bolsa moradia, cujo valor é de R$ 300 mensais.
A Moradia Estudantil, fica localizada do outro lado do Parque do Sabiá, no Bairro Tibery, Rua Venezuela 1.352. O nome homenageia Élisson César Prieto, professor do Instituto de Geografia da UFU e ex-aluno da instituição, falecido aos 32 anos, no mês de outubro deste ano. Prieto se destacou pelo seu engajamento na defesa do meio ambiente e pela luta por justiça social.
Mais informações podem ser obtidas na Divisão de Apoio Estudantil (Diase): 3230-9559.
TOCA DO CALANGO – suítes e quartos
individuais para alugar em uberlândia
acesse: www.tocadocalango.com.br

Comentários estão desabilitados no momento.