Capsula do Tempo será aberta em 2067!!!

Dmae lança ‘Cápsula do Tempo’ para marcar os 50 anos de história

Foto: Comunicação DMAE

O Departamento Municipal de Água e Esgoto (Dmae) completa, hoje (23), 50 anos de fundação. E, para marcar este meio século de história, a autarquia, por meio do Programa Escola Água Cidadã (Peac), realiza o lançamento da Cápsula do Tempo, projeto em parceria com 5º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais. A cápsula será lacrada às 14h e deverá ser aberta somente no dia 23 de novembro de 2067, durante o centenário do Dmae. O compartimento estará fixado no jardim principal, na avenida Rondon Pacheco, 6.400, novo endereço da autarquia.

A cápsula de 200 kg – que foi confeccionada na Fábrica de Tubos do Dmae pelos próprios funcionários e é feita de aço ASTM-A36 (utilizada para fabricação de adutoras) – vai guardar fotos, objetos, relatos de estudantes de pacientes do Hospital do Câncer, filhos de servidores e de autoridades como o prefeito Odelmo Leão, a secretária municipal de Cultura, Mônica Debs, e o diretor do Dmae, Sérgio Vieira Attiê, dentre outros. “Temos um compromisso com a qualidade e fornecimento de água à população. O Dmae é um exemplo para todo o país, uma referência em saneamento básico. Então, o que nós queremos é deixar registrado um pouco do que foi vivido até aqui e o que desejamos para o futuro”, disse o prefeito Odelmo Leão.

Entre os participantes que vão depositar objetos na cápsula, está o grupo de 25 estudantes, com idade entre 7 e 16 anos, que integra o projeto Bombeiro Mirim. “Eles redigiram uma carta sobre as expectativas para Uberlândia daqui cinco décadas. Os filhos de servidores do Dmae também deixaram seu recado e esse registro é algo que não poderíamos deixar de acrescentar”, explicou Sérgio Attie, diretor-geral do Dmae.

Já as crianças em tratamento no Hospital do Câncer produziram um livro com imagens (fotos e telas) do rio Uberabinha, principal manancial que abastece Uberlândia. Organizado pelo coordenador pedagógico do hospital, Leonardo Augusto de Almeida, e três artistas plásticas, o livro contém fotos e desenhos feitos pelos próprios pacientes.

Conforme explicado por Attie, além dos relatos haverá objetos como telefone celular, estribo e fotos que lembrarão, quando a cápsula for aberta, como era o cotidiano da cidade. “Todo o material (textos e objetos) recebeu tratamento especial para resistir ao tempo e estar em perfeitas condições quando a cápsula for aberta, em 2067”, contou. A cerimônia está marcada para as 14 horas no foyer da nova sede do Dmae, na avenida Rondon Pacheco, 6.400.

História

Criado em 1967, o Dmae concretizou sua primeira obra da Estação de Tratamento Sucupira no dia 23 de novembro do mesmo ano, data da inauguração da autarquia. A originalidade do sistema de tratamento e abastecimento fez da ETA Sucupira uma das construções sanitárias mais avançadas da época, possuindo o primeiro modelo de bombas movidas a turbinas hidráulicas, um sistema integrado com motores elétricos e a diesel.

O Dmae conta hoje com duas estações de captação e tratamento de água (ETAs Sucupira e Bom Jardim) e está construindo a terceira, a de Capim Branco. Quando a primeira fase estiver concluída, garantirá abastecimento para 1,5 milhão de pessoas.

Apontado pelo Instituto Trata Brasil como a segunda cidade com o melhor saneamento do país, todos os imóveis em áreas regulares recebem água potável e, além disso, 100% do esgoto coletado recebem tratamento adequado por meio das oito estações de tratamento.

Em 2017, o Dmae assumiu a Divisão de Limpeza Urbana, ficando responsável pela administração da coleta regular de lixo e da Coleta Seletiva. O sistema de redes pluviais também está a cargo da autarquia.

Se você quer vir pra Uberlândia, uma cidade que está se preparando para um milhão de habitantes, hospede-se no Toca do Calango Hostel ou more no Toca do Calango Residence.

Texto: Secom PMU Fonte: O Jornal de Uberlândia

Comentários estão desabilitados no momento.